2 meses atrás 177

Como chega a dupla Ca-Ju para as semifinais do Gauchão

ANUNCIE AQUI!

Pela sexta vez na história, clubes da Capital e da Serra se enfrentam pelas semifinais do Campeonato Gaúcho. Além da atual edição, Grêmio, Inter, Caxias e Juventude disputaram uma vaga na final do Estadual em 1977, 1990, 2000, 2006 e 2021.

Continue sua leitura, escolha seu plano agora!

Pela sexta vez na história, clubes da Capital e da Serra se enfrentam pelas semifinais do Campeonato Gaúcho. Além da atual edição, Grêmio, Inter, Caxias e Juventude disputaram uma vaga na final do Estadual em 1977, 1990, 2000, 2006 e 2021.

Das cinco ocasiões que as duplas se encontraram nas semifinais, o Grêmio é o único que chegou em todas as finais. O Tricolor é também a equipe que mais venceu, com quatro títulos. Apenas o Caxias, em 2000, desbancou os gremistas, garantindo o primeiro título gaúcho da história do clube.

O Inter é a equipe que mais vezes ficou na vice-colocação do Gauchão, quando a semifinal foi disputada entre os rivais de Porto Alegre e Caxias do Sul. O Colorado tenta quebrar a superstição e não repetir os anos de 1977, 2006 e 2021. Dos quatro semifinalistas desta edição, apenas o Juventude nunca disputou uma final quando o enfrentamento foi entre as duplas Ca-Ju e Gre-Nal.

Adversários da dupla Gre-Nal na semifinal do Campeonato Gaúcho, Caxias e Juventude vivem um bom momento na temporada. As duas equipes disputaram no meio de semana a segunda fase da Copa do Brasil, mas apenas a equipe alviverde avançou na competição. Apesar do momento diferente, os técnicos Argel Fuchs e Roger Machado buscam protagonizar uma final inédita entre os rivais da Serra gaúcha.

LEIA TAMBÉM: Bahia vence o Caxias nos pênaltis e vai à 3ª fase da Copa do Brasil

O Caxias enfrentou momentos de turbulência no inicio de ano, mas vem de uma eliminação nos pênaltis para o qualificado elenco do Bahia. A equipe grená ficou próxima de avançar na Copa do Brasil. No Estádio Centenário, suportou a pressão do adversário e empatou por 2 a 2 no tempo regulamentar, mas foi superada nas penalidades por 6 a 5 e deu adeus à Copa do Brasil.

Sob o comando de Argel Fuchs, o Caxias se recuperou na temporada após um início instável. Apesar da vitória contra o Grêmio na primeira rodada do Gauchão, a equipe grená não desempenhou bom futebol e optou pela troca de treinador, demitindo Gerson Gusmão e apostando no sanguíneo Argel. São seis partidas desde a chegada do novo comandante, com cinco vitórias e um empate — que foi a eliminação para o Bahia.

O Juventude vem embalado após as ótimas atuações recentes. Contra o Paysandu, a equipe da Serra dominou e não sofreu sustos. Jogando em casa, os comandados de Roger Machado fez boa partida e venceu por 3 a 1 e avançou para a terceira fase.

Roger Machado foi contratado para suprir a saída de Thiago Carpini, que deixou o Juventude para comandar o São Paulo. Foram 14 partidas na casamata alviverde, com apenas cinco vitórias. Com as atuações ruins do início de temporada, Roger teve o cargo ameaçado, mas a maré mudou após a vitória por 4 a 0 sobre o Guarany de Bagé, nas quartas de final do Gauchão.

Leia o artigo inteiro

Do Twitter