1 mês atrás 210

Real Madrid e Bayern vão à semifinal da Liga dos Campeões e brigam por uma vaga na decisão

ANUNCIE AQUI!

Depois de uma terça-feira eletrizante na Liga dos Campeões, a quarta (17) não ficou para trás e, agora, estão definidas as semifinais do torneio europeu. Enquanto o Bayern fez valer o peso da camisa e o poder de sua torcida para bater o Arsenal por 1 a 0 e avançar com 3 a 2 no agregado, Manchester City e Real Madrid foram ao limite da emoção. Nos pênaltis, os espanhóis foram mais frios e passaram no detalhe.

Continue sua leitura, escolha seu plano agora!

Depois de uma terça-feira eletrizante na Liga dos Campeões, a quarta (17) não ficou para trás e, agora, estão definidas as semifinais do torneio europeu. Enquanto o Bayern fez valer o peso da camisa e o poder de sua torcida para bater o Arsenal por 1 a 0 e avançar com 3 a 2 no agregado, Manchester City e Real Madrid foram ao limite da emoção. Nos pênaltis, os espanhóis foram mais frios e passaram no detalhe.

O confronto de ida já havia sido elétrico, com um empate em 3 a 3 no Santiago Bernabéu. Agora, em solo inglês, os 90 minutos marcaram equilíbrio e outro empate, dessa vez por 1 a 1. Primeiro o Real surpreendeu e abriu o placar com Rodrygo logo cedo. Mas em casa o time de Pep Guardiola é indigesto. Os mandantes tomaram conta do jogo e pressionaram até os 30 minutos do segundo tempo, quando De Bruyne empatou.

Na prorrogação, o cansaço tomou conta. O confronto ficou mastigado pelas duas equipes, que tinham mais receio de perder do que raça para vencer. Nos pênaltis, aquela clássica emoção que os amantes de futebol amam — quando o seu time não está envolvido.

As cobranças, no entanto, ficaram marcadas por erros de craques que não costumam falhar em momentos decisivos: Modríc e Bernardo Silva bateram mal e desperdiçaram suas cobranças. Kovacíc também perdeu na sequência. No final, o goleiro Ederson bateu e fez, mas não foi suficiente já que Rudiger também fez o dele, levando os madrilenos à semifinal.

Na Alemanha, o contestado Bayern de Munique do técnico Thomas Tuchel foi valente e cresceu na hora certa em um torneio que premia os clubes mais cascudos. Com seis taças de Champions no armário, os Bávaros foram melhores e adiaram o sonho do Arsenal de chegar à conquista inédita da competição. O único gol da partida foi marcado por Kimmich, de cabeça, aos 18 minutos da segunda etapa.

Neste duelo semifinal, serão 20 títulos de Champions em campo (14 do Real e 6 do Bayern). Quem vencer enfrenta PSG ou Borussia Dortmund na decisão em Londres, no dia 1º de junho.

Leia o artigo inteiro

Do Twitter