1 mês atrás 13

Rosto de mulher neandertal é revelado; relembre outras reconstituições

ANUNCIE AQUI!

Encontrada em 2018, Shanidar Z teve seu rosto reconstruído e mostrado no documentário da Netflix "Os Segredos dos neandertais", produzido pela BBC.

O nome escolhido para a anciã neandertal faz referência à caverna em que ela foi encontrada, chamada Shanidar e localizada no Curdistão iraquiano.

Shanidar Z era uma mulher de cerca de 40 anos. Estudiosos afirmam que ela foi enterrada em uma caverna há 75 mil anos, em uma cavidade esculpida para acomodar seu corpo. No local, havia também uma pedra atrás de sua cabeça — que pode ter sido colocada como uma espécie de apoio.

Luzia

Réplicas do rosto e crânio de Luzia, o fóssil humano mais antigo encontrado na América, impressos em 3D, foram expostos nos jardins do Museu Nacional. O crânio original foi queimado no incêndio em setembro de 2018
Réplicas do rosto e crânio de Luzia, o fóssil humano mais antigo encontrado na América, impressos em 3D, foram expostos nos jardins do Museu Nacional. O crânio original foi queimado no incêndio em setembro de 2018 Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil

Luzia é um fóssil humano com cerca de 12 mil anos de idade. Seus restos mortais foram encontrados em 1974, em Lagoa Santa, Minas Gerais, por uma missão liderada pela antropóloga francesa AnetteLaming-Emperaire.

Continua após a publicidade

Trata-se de uma mulher que morreu entre os 20 e 25 anos de idade e foi uma das primeiras habitantes do Brasil. A partir de seu crânio, uma equipe da Universidade de Manchester (Inglaterra), liderada por Richard Neve, fez uma reconstrução digitalizada de seu rosto, que serviu de base para uma escultura sobre sua figura hipotética.

O fóssil fazia parte do acervo do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, que pegou fogo em 2018. Cerca de 20% do crânio de Luzia foi comprometida na ocasião. A peça é considerada o maior tesouro arqueológico do país.

Homem de Lagoa Santa

Rosto do 'Homem de Lagoa Santa' revelado em 3D
Rosto do 'Homem de Lagoa Santa' revelado em 3D Imagem: Reprodução / Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

Também encontrado na década de 1970 em Lagoa Santa, o fóssil conhecido como "O Homem de Lagoa Santa" tem mais de 10 mil anos. Pelas características do crânio, chegou-se à conclusão de que a ossada seria de um homem de, no mínimo, 28 anos.

Seu rosto foi revelado em 2017, por meio de um programa de reconstituição facial 3D. O trabalho de reconstituição foi feito pelo designer e pesquisador Cícero Moraes, com auxílio da historiadora Erika Suzanna Bányai.

Continua após a publicidade

Processos e método. Segundo o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), "toda a anatomia facial foi realizada por meio de tomografias eletromagnéticas, traçando o perfil, referências frontais, músculos principais, escultura básica, retopo e a finalização com adição do cabelo".

Eva de Naharon

Reconstituição de 'Eva de Naharon' foi realizada por designer brasileiro
Reconstituição de 'Eva de Naharon' foi realizada por designer brasileiro Imagem: Reprodução / Cícero Moraes

"Eva de Naharon", a mulher mais antiga das Américas, viveu há 13,6 mil anos e teve sua ossada encontrada no México em 2001. O nome foi escolhido porque o esqueleto foi encontrado no cenote de Naharon — ele estava a 22,6 metros de profundidade.

Diversas análises foram feitas pela Universidade Nacional Autônoma do México para estimar dados sobre a mulher. Segundo a BBC, Eva media 1,41 metro de altura e tinha entre 20 e 25 anos quando morreu.

A reconstituição em 3D foi feita em 2018, também por Cícero Moraes, que é especialista em reconstituir digitalmente faces realistas de personalidades históricas e religiosas.

Continua após a publicidade

SK-125

Reconstrução de rosto de homem medieval identificado como SK-125
Reconstrução de rosto de homem medieval identificado como SK-125 Imagem: Reprodução / AOC Archaeology Group

Em 2019, o rosto de um homem medieval foi reconstruído a partir de um crânio de 600 anos encontrado na cidade de Aberdeen, na costa leste da Escócia. O trabalho foi feito pela empresa de arqueologia AOC Archaeology, e o modelo digital do rosto foi feito pelo artista forense Harry Fischer.

Identificado como SK-125, o esqueleto foi para a reconstituição devido ao seu alto grau de conservação. Segundo a Superinteressante, ele morreu por volta dos 46 anos e sua altura, estimada entre 1,59m e 1,66m, era menor que a média dos homens escoceses da época.

Traços da reconstituição chamam a atenção. Com os olhos próximos e a boca pequena, o homem sofria de uma síndrome congênita, segundo especialistas que analisaram o caso.

Adão

Imagem 3D do suposto rosto de Adão é comparado a Vin Diesel
Imagem 3D do suposto rosto de Adão é comparado a Vin Diesel Imagem: Divulgação
Continua após a publicidade

Nem todas as reconstituições são levadas a sério. Em 2022, uma imagem 3D do suposto rosto de Adão virou piada nas redes sociais pela semelhança da fisionomia apresentada com a do ator Vin Diesel.

Na ocasião, a sala de cinema Alamo Drafthouse, de Nova York, nos EUA, fez a divulgação de uma imagem computadorizada do rosto de Adão, o primeiro homem segundo a Bíblia. A imagem teria sido criada por cientistas da Universidade de Princeton.

Apesar de não ter nenhuma forma de comprovar a veracidade do trabalho científico, nas redes sociais, a imagem se tornou uma grande piada. Os internautas tiraram sarro dizendo que "pegaram uma foto do Vin Diesel para chamar de Adão".

*Com Agência Brasil

Leia o artigo inteiro

Do Twitter